quarta-feira, julho 16

Vem...

O fogo do amor sobre a chuva há instantes morrera!

Os rios não sossegam… Levam sonhos, deixam mágoas!
Há sempre alguém que resiste! Há sempre alguém que diz não!

Não receies do que vão pensar... do que vão dizer!
Vem!

Calafrios no corpo… Arrepios na alma!
Aproxima-te! Sim, só mais um pouco! Sem promessas!
Um dia a distância vai mingar… E os nossos lábios tocar-se-ão!

1 comentário:

Nina disse...

Quase todos já falhamos promessas... que quem chamas se reduza aos momentos que pedes que os viva e que se entregue... mesmo que um dia não esteja próximo fisicamente... terá preenchido com toda a certeza um pouco da tua memória...

Sim não resisti voltar!!! lol

beijo desta prisioneira de sonhos que se solta ao vento nas palavras...