domingo, junho 28

Orgulho


Espreitava em seus olhos uma lágrima,

e em meus lábios uma frase a perdoar;

falou o orgulho, o seu pranto secou,

senti nos lábios essa frase expirar.

Eu vou por um caminho, ela por outro;

mas, ao pensar no amor que nos prendeu,

digo ainda: porque me calei aquele dia?

E ela dirá: porque não chorei eu?

14 comentários:

Ana Sofia disse...

Sentir arrependimento é algo doloroso... Apesar de tudo, do orgulho falar mais alto, às vezes as coisas dão para corrigir, e quando menos se espera os laços fortes voltam a prender-se :-)
Gosto dos poemas de Gustavo Adolfo Bécquer.

palavrasnopapel disse...

e porque não voltar atrás ...?
está lindo :) bom blog

Alexandre M. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Alexandre M. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Cátia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cátia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Susana Simões disse...

Encontrei o teu blogue e gostei do que li por aqui :)

● BlackDreams disse...

o orgulho falou mais alto, desfazendo-se em arrependimento , bom texto (: *

Márcio Kindermann disse...

lindo.. gostei do blog, vou voltar.
abç

Pedaços de Tempo disse...

O orgulho é um dos maiores defeitos do homem. No final, prejudica sempre mais do que aquilo que beneficia. É a natureza humana..
Gostei, até breve. Bjs

Sofia Carvalho disse...

Lindo!

OLIVEIRA, Ana Lisa disse...

o Blog esta espectacular, e os textos.
bem,deixam-me boquiaberta. tens um jeito e alma nato de escritor!
Sentes o que escreves e isso é do melhor que um leitor pode ter.

Muitos parabéns :DD
Continua!!
Fernando Pessoa é um dos poetas mais louvados por mim. É simplesmente UAU :D

isa meireles disse...

mudança de ''casa'' , vou andar por este lindo espaço :)
antigo : http://peakofdream.blogspot.com

um abraço ! *

London disse...

Tantas são as palavras que bailam por teu pescoço e por teu cabelos acabados de lavar.

O teu corpo húmido, embrulhado na toalha azul: são momentos que te olho como meu céu particular.

Tens a cabeça sobre meu braço, ele por vezes adormece, mas a vontade de te continuar a ter assim é superior ao formigueiro que sinto por ele.

Frases e folhas e pontos: lençóis e gotas de suor.

Veste os meus boxer's, vai ao guarda fatos buscar a minha camisola.

:)

Amar-te Cátia?

... amar-te é pouco.


J.F.